"Provérbios Obesos"

PUBLISHED ON APR 12, 12047

O psicanalista ou o profissional da área “psi” pode ajudar o obeso a se reposicionar em relação a uma realidade que nossos provérbios espelham e que remetem ao padrão obeso de viver. É grande o número deles que povoam e legitimam o universo da comilança. “O que não mata engorda”, mas o que nos engordou pode nos matar. “Cala boca e come”, na maioria das vezes para não dar trabalho para quem está dando de comer para a criança, que nesse padrão já pode estar adquirindo um mau hábito alimentar.

Aproveitar o embalo e rever máximas da nossa infância, tais como: “Comer para viver e não viver para comer”, trabalhando a diferença entre comer bem e comer em excesso. Um especialista em transtornos alimentares, pode ajudar o paciente a adquirir novos hábitos, como soltar os talheres entre uma garfada e outra, não tomar líquido durante as refeições, comer mais devagar e sobretudo estar disposto a usufruir prazer a partir de seus outros sentidos. Lembrar que o olfato é responsável por 90% do prazer da alimentação e que o tato pode trazer o contato com a importante magia presente na preparação dos alimentos.