Co-morbidades da Obesidade

PUBLISHED ON APR 16, 16047

A hipertensão arterial e o Diabetes Mellitus são as principais doenças responsáveis pela procura da cirurgia da obesidade. Várias outras também estão presentes, sendo que algumas com mais freqüência, como as doenças nas articulações, principalmente na parte inferior da coluna vertebral e membros inferiores; a insuficiência respiratória, que se traduz na apnéia do sono; os problemas circulatórios que são representados pelas varizes e pela trombose nas veias das pernas; doenças coronarianas; derrame cerebral; incontinência urinária nas mulheres; impotência masculina; infertilidade em ambos os sexos e vários tipos de cânceres (mama, útero, intestino). Estas doenças, não só pioram a qualidade como também diminuem o tempo de vida do obeso em 20%.

Em função de todos esses problemas não seria excessivo dizer que é quase impossível tratar da questão da obesidade na terceira idade, pois dificilmente o obeso mórbido chega lá…

A presença destas doenças, que são as chamadas co-morbidades da obesidade, é determinante para o profissional decidir sobre a necessidade de um paciente se submeter à cirurgia bariátrica. O obeso pode não ter um IMC que a Organização Mundial de Saúde – OMS – considere como indicação para cirurgia (acima de 40), mas se ele é um paciente que tem um IMC entre 35 e 40 e apresenta uma ou mais co-morbidades, a própria OMS acredita que a cirurgia se justifique, tão restritivas à qualidade de vida são essas doenças na vida das pessoas.