Bioimpedância

PUBLISHED ON APR 16, 16047

Esse é um dos métodos utilizados para cálculo do nível de obesidade, sendo o menos difundido em função de sua complexidade. O maior atrativo desse exame é que ele permite detectar as famosas “falsas magras”! Para fazer esse cálculo é necessário um aparelho que emite uma corrente elétrica muito baixa, quase imperceptível ao paciente. Essa corrente anda mais rápida pelos tecidos magros, que tem mais água e eletrólitos e se desloca mais devagar pelo tecidos mais gordurosos. Assim, determina-se, em porcentagem, o conteúdo de gordura do corpo. A menor ou maior resistência do sujeito à passagem de uma determinada corrente elétrica indica maior ou menor quantidade de tecido gorduroso, que induz muito menos a eletricidade do que o tecido muscular. As pessoas que mais se beneficiam com esse exame são aquelas magras no peso (falsas magras), mas com alta composição de gordura no corpo, e que costumam apresentar a famosa gordura localizada.